Texto originalmente publicado na newsletter HashInvest de 27/10/2020.

Se lembra do frenesi do Bitcoin em 2017? Lembra daquela bolha que estourou? Se eu te falar que já são 8 nações que estão vendo Bitcoin romper a máxima de 2017 em suas moedas locais.

E vou te contar que essa semana foi….em Reais brasileiros.

Pois é, o Bitcoin em Reais superou a máxima histórica, negociando localmente na casa dos R$ 74.000,00 (26/10/2020 às 10:30) contra R$ 69.000,00 do pico de 2017.

Isso não quer dizer necessariamente que o Bitcoin foi muito bem, mas quer necessariamente dizer que você que manteve seus investimentos em Reais ficou mais pobre, perdeu poder de compra e deixou uma oportunidade de ouro em cima da mesa, muito provavelmente porque comprou um discurso de desinformação no qual te vendem um risco invertido. Risco é ter moeda fraca.

Brasil, Turquia, Argentina, Sudão, Angola, Venezuela, Paquistão e Zâmbia inauguram o pelotão que posso apostar que vai crescer exponencialmente nos próximos poucos anos.

Já dediquei textos bastante específicos sobre as situações na Argentina e Brasil e me falta conhecimento para opinar sobre os outros casos, mas muito provavelmente se tratam de variações sobre o mesmo tema (gastança de dinheiro que não existe com moeda fraca, ausência de reformas, populismo inconsequente e ausência de reformas no radar).

Países emergentes têm a tempestade perfeita, com cenários locais como o acima descritos e com o patrão (EUA) pronto para mais uma enxurrada de dinheiro inexistente no mercado.

As cenas dos próximos capítulos vão empurrar todos os ativos que não dinheiro morro acima.

Você que acompanha essa Newsletter já sabe que por mais contra-intuitivo que seja, quanto mais o Dólares o FED emitir, mais forte o USD ficará.

Se você acompanha o noticiário econômico você deve estar sabendo que no último mês as bolsas americanas seguiram fielmente as manchetes dos jornais em torno de um novo pacote trilionário de estímulos à economia americana. Manchete a favor do pacote, bolsas pra cima. Manchete melando o pacote, bolsas para baixo…

O resumo da ópera é que foram emitidos mais USD no mês de junho de 2020 do que nos 200 anos iniciais após a independência dos EUA e essa grana toda não serviu para aquecer a economia real.

O que se faz nesse caso? Implora-se por mais uma dose do remédio que não está funcionando…

Minha cachorrinha faz xixi no chão do meu quarto. Minha esposa usa um spray que diz que afasta o cachorro daquela área. No dia seguinte tem mais xixi e uma dose ainda maior do tal spray, e a tendência é de ficar nesse loop repetindo as mesmas ações e esperando resultados diferentes, o que foi atribuído a Einstein como definição de loucura.

Mas enfim, loucura ou não, muito provavelmente após as eleições nos EUA o tal pacote será aprovado e mais um tsunami de dólares será emitido, o que vai penalizar ainda mais o Real, a Lira turca, o Peso Argentino e outras moedas lixo ao redor do planeta.

Como as ações reiteradas muito provavelmente produzirão efeitos similares aos das rodadas anteriores, se não for dessa vez que a corda arrebenta, se prepare para ver bolsas (ao menos nos EUA) subindo, moedas lixo perdendo seu poder de compra perante ao USD e Criptomoedas em geral morro acima.

Você tem duas alternativas aqui.

Você pode acreditar nos números oficiais de inflação, comprar o discurso que a desvalorização e que o choque de preço é “passageiro” e “por causa da pandemia” e acreditar que nosso congresso vai corrigir a rota da economia, ou você pode se levantar da cadeira e ir a uma loja de materiais de construção e a um supermercado e ver o que está acontecendo no mundo real com seus próprios olhos. Os preços sobem dia após dia.

Para parar de empobrecer em alta velocidade você precisa se dolarizar, e se tiver algum estômago, compre um bom punhado de Bitcoin, esse mesmo Bitcoin que, em Reais, superou o valor visto na euforia de 3 anos atrás e renova sua máxima diante do Real, uma moeda fraca, desvalorizada e com perspectivas muito ruins pela frente.

Veja que R$ 1.000,00 em 01/01/2020 valem hoje (26/10/2020) R$ 880,00 na Bovespa, R$ 2.580,00 em Bitcoin, R$ 2.300,00 em HASH5 e R$ 1.400,00 em USD, e não existe NENHUMA perspectiva de mudança de trajetória, pelo contrário.

Para fechar, vejo que o Bitcoin ainda corre o risco (bem longe de ser desprezível) de virar uma rota de fuga para quem não quer segurar USD no meio dessa insanidade completa e total que estamos vivendo…

Se isso se confirma, o resto é história.

Obs: Este artigo é uma réplica da Newsletter da HashInvest disponibilizada por e-mail e publicada aqui com alguns dias de defasagem. Quer receber a Newsletter na íntegra? Assine inserindo o seu e-mail abaixo:

Assine a nossa newsletter
Receba o conteúdo que interessa para o investidor em Criptomoedas!
Obrigado por assinar a nossa newsletter!
We respect your privacy. Your information is safe and will never be shared.
Don't miss out. Subscribe today.
×
×
WordPress Popup Plugin