“Só sei que nada sei”, também conhecido como o paradoxo Socrático, expressa muito bem a minha opinião sobre o comportamento dos mercados e das pessoas em momentos de crises intensas.

Ao mesmo tempo beiramos a depressão econômica e vivemos a punjança de liquidez no mercado financeiro. Ambos conceitos integrantes das convenções econômicas e financeiras do nosso tempo (pelo menos por hora…).

De um lado a economia real, com o desemprego crescente e empresas quebrando (e muitas sendo sustentadas por governos)… Do outro a injeção de dinheiro sem lastro com taxas de juros reais negativas. O modelo financeiro atual aguenta o tranco do assistencialismo até que as empresas e pessoas possam se reestabelecer de forma saudável? Qual será a conta a ser paga por esse assistencialismo? Mesmo sabendo que nada sei, continuo sabendo que não existe almoço grátis (por isso o paradoxo ;-).

Em breve começaremos a temporada de divulgação de resultados do segundo trimestre de 2020 das empresas listadas na bolsa. Segundo trimestre integralmente dentro da crise e restrições impostas pela Pandemia da COVID-19. Com raras exceções , a maioria dos balanços virá fortemente impactado negativamente… A Bolsa vai cair ou vibrar porque foi menos pior do que se esperava? Sendo que o que se esperava é totalmente relativo e manipulável para justificar uma alocação financeira? Ou a injeção de liquidez vai para a bolsa independente de qualquer coisa devido aos juros reais negativos? Ou as pessoas vão voltar a guardar dinheiro embaixo do colchão ou em Criptomoedas? Teremos uma forte exposição ao risco ou uma forte aversão ao risco?

Como nada sei, entendo a diversificação como uma estratégia de vida. Melhor deixar dinheiro na mesa vs arriscar todo um patrimônio. Eu, particularmente, acredito no Bitcoin como um ativo alternativo fundamental nessa diversificação. É verdade que ele pouco se correlaciona com outros ativos tradicionais, entretanto , devido à sua juventude, ele ainda apresenta forte correlação ao sentimento de risco. Aversão ao risco generalizada derruba bolsa, derruba Bitcoin, etc… Mas o Bitcoin te oferece outro tipo de proteção, como a liberdade financeira e liquidez global… Ouro também não pode ser esquecido nessa diversificação, pois o ouro é e sempre será um lastro físico de valor (mas é dificil para sair carregando por aí)… No Brasil, não deixaria de ter um pouco de exposição ao dólar americano, enquanto o dinheiro como o conhecemos hoje existir o dólar americano terá valor… Enfim, desenvolva seu autoconhecimento para melhor cuidar do seu rico dinheirinho e navegar da melhor forma possível nessa tempestade. As pessoas são diferentes, as carteiras de investimentos das pessoas também deveriam ser… cuidado com o efeito manada!

Obs: Este artigo é uma réplica da Newsletter da HashInvest disponibilizada por e-mail e publicada aqui com alguns dias de defasagem. Quer receber a Newsletter na íntegra? Assine inserindo o seu e-mail abaixo:

Assine a nossa newsletter
Receba o conteúdo que interessa para o investidor em Criptomoedas!
Obrigado por assinar a nossa newsletter!
We respect your privacy. Your information is safe and will never be shared.
Don't miss out. Subscribe today.
×
×
WordPress Popup Plugin