O tema liberdade é sempre muito delicado, complexo e discutível. A forma de encarar a liberdade também é muito relativa e pessoal. Um filósofo já definiu uma vez que a “liberdade de cada um termina quando começa a do outro”. Em tempos de pandemia e distanciamento social essa interpretação de liberdade passa a ser muito relevante. Qual o direito que os Governos tem de obrigar aos seus cidadãos a se isolarem? Qual o direito individual de cada um de se isolar ou não, se expor mais ou menos? Qual a importância para você desta liberdade ou falta dela? O fato é que gostando ou não, a depender da cultura e regimes de governo, os Governos ao redor do Globo estão impondo em maior ou menor severidade medidas restritivas em prol da guerra contra o novo coronavírus.

A liberdade de imprensa é outro tópico super polêmico. Até aonde é liberdade de imprensa ou “regras democráticas de censura” em prol de um bem maior? Onde entram as fake news , discursos de ódio ou campanhas enviesadas? É informação ou política? Sempre teremos argumentos para defender ou atacar todo e qualquer posicionamento sobre o assunto.

E falando do seu dinheiro. Qual a sua liberdade para movimentação do mesmo? Já pensou nisso? Qual a importância de você poder movimentar livremente seu dinheiro? Já tentou fazer um saque ou transferência tendo o dinheiro disponível e o Banco não deixou porque estava acima do seu limite diário? Eu sei, o banco fala que é para a sua própria segurança… mas você não deveria poder movimentar o seu dinheiro livremente com segurança? Para os não muito jovens, quem se lembra do plano Collor? Ou pelo menos parte dele? Aí vai um refresco, diretamente do wikipedia:

Medidas do Plano Collor I

O plano foi anunciado em 16 de março de 1990, um dia após a posse de Collor.[2] Suas políticas planejadas incluíam:

  • 80% de todos os depósitos do overnight, das contas correntes ou das cadernetas de poupança que excedessem a NCz$ 50mil (cruzado novo) foram congelados por 18 meses, recebendo durante esse período uma rentabilidade equivalente a taxa de inflação mais 6% ao ano.

  • Substituição da moeda corrente, o cruzado novo, pelo cruzeiro à razão de NCz$ 1,00 = Cr$ 1,00[8]

  • Criação do IOF, um imposto sobre as operações financeiras, sobre todos os ativos financeiros, transações com ouro e ações e sobre todas as retiradas das contas de poupança.

  • Foram congelados preços e salários, sendo determinado pelo governo, posteriormente, ajustes que eram baseados na inflação esperada.

  • Eliminação de vários tipos de incentivos fiscais: para importações, exportações, agricultura, os incentivos fiscais das regiões Norte e Nordeste, da indústria de computadores e a criação de um imposto sobre as grandes fortunas.

  • Indexação imediata dos impostos aplicados no dia posterior a transação, seguindo a inflação do período.

  • Aumento de preços dos serviços públicos, como gás, energia elétrica, serviços postais, etc.

  • Liberação do câmbio e várias medidas para promover uma gradual abertura na economia brasileira em relação à concorrência externa.

  • Extinção de vários institutos governamentais e anúncio de intenção do governo de demitir cerca de 360 mil funcionários públicos, para redução de mais de 300 milhões em gastos administrativos.

Em 1990 era uma crise, sim, eu sei… agora também estamos em uma crise, sim, eu sei…

Em 1990 eu não conhecia o Bitcoin, sim eu sei… sei hoje que em 1990 o Bitcoin não existia e a internet não era de uso doméstico e difundido… agora o Bitcoin existe, eu sei, e a internet é amplamente difundida e praticamente incensurável…

O Bitcoin pode ter seu valor reduzido a zero? Sim, pode… mas também pode ser o seu porto seguro, com liberdade total de movimentação mesmo com restrições governamentais… Se algum país “importante” tomar medidas restritivas em relação à movimentação financeira dos seus cidadãos, o que você acha que pode acontecer com o valor do Bitcoin? Posso estar viajando na maionese, mas eventualmente (e infelizmente) minha viagem pode ser bem real!

Se você quer ter alguma exposição ao Bitcoin ou qualquer (dentre as ofertadas pela HashInvest) outra Criptomoeda e não sabe fazer isso de forma segura, conte conosco.

Forte abraço e se cuidem

Obs: Este artigo é uma réplica da Newsletter da HashInvest disponibilizada por e-mail e publicada aqui com alguns dias de defasagem. Quer receber a Newsletter na íntegra? Assine inserindo o seu e-mail abaixo:

Assine a nossa newsletter
Receba o conteúdo que interessa para o investidor em Criptomoedas!
Obrigado por assinar a nossa newsletter!
We respect your privacy. Your information is safe and will never be shared.
Don't miss out. Subscribe today.
×
×
WordPress Popup Plugin