2020 está começando e tenho certeza que muita gente sonha em conseguir um novo emprego. Obviamente para ser bem sucedido nesse sonho, é importante ter um currículo adequado às exigências do mercado. Mas como saber o que os entrevistadores querem?

Todo ano o Linkedin publica uma lista com as características de comportamento (soft skills) e habilidades técnicas (hard skills) com maior demanda não atendida. Esta é uma lista interessante porque a medição é feita analisando-se os perfis das pessoas que são contratadas mais rapidamente, ou seja, não é a opinião furada de um especialista e a amostragem é gigantesca.

A pesquisa mostrou que os atributos comportamentais esperados pelas empresas são bem óbvios. Pessoas colaborativas, adaptáveis, com inteligência emocional e boas na persuasão são preferidas frente a pessoas instáveis emocionalmente, individualistas e rígidas. Quem diria né?

Do ponto de vista técnico, a lista para 2020 tem alguns velhos conhecidos como domínio de técnicas de inteligência artificial e computação em nuvem. A surpresa da vez foi blockchain aparecer em primeiro lugar. Isto mesmo, a tecnologia que nasceu com o Bitcoin e que está por trás da maioria das Criptomoedas conseguiu o primeiro lugar dentre as habilidades técnicas mais desejáveis.

Ainda segundo o Linkedin, não são só startups disruptivas que buscam pessoas para atuar com blockchain. São empresas do porte de IBM, Oracle, JPMorgan, Microsoft, Amazon e American Express que precisam de especialistas na área para atuar em projetos com aplicações que variam de transporte naval, assistência médica, agricultura e até segurança alimentar.

Procurei as vagas abertas relacionadas com blockchain no Brasil e tive uma surpresa agradável: encontrei muito mais opções do que eu esperaria do nosso país e o seu tradicional atraso. Estas vagas normalmente exigem algum tipo de formação técnica e estão relacionadas com programação. Já as empresas ofertantes variam desde Bradesco e Facebook, até companhias com atividade central relacionadas à criptomoedas como Binance e Ripple (ambas com escritórios em São Paulo).

Se você tiver interesse em entrar para essa área, existem diversos cursos online que ensinam os conceitos básicos como Proof-of-Work, Merkle Tree e criptografia assimétrica. Para se aprofundar ainda mais e impressionar seu entrevistador, minha sugestão é começar a colaborar com o desenvolvimento de alguma Criptomoeda. Isto é fácil porque os códigos são abertos e existe uma lista de problemas e melhorias que podem ser implementadas. Além disso, mesmo que você seja iniciante, existem atividades simples em que você pode atuar, como melhoria de documentação e revisão do código. Suas contribuições serão rastreáveis e qualquer interessado (head-hunter por exemplo) pode saber no que você mexeu. Seguindo esses passos, você com certeza terá um currículo diferenciado e altas chances de conseguir seu novo emprego em 2020.

Obs: Este artigo é uma réplica da Newsletter da HashInvest disponibilizada por e-mail e publicada aqui com alguns dias de defasagem. Quer receber a Newsletter na íntegra? Assine inserindo o seu e-mail abaixo:

Assine a nossa newsletter
Receba o conteúdo que interessa para o investidor em Criptomoedas!
Obrigado por assinar a nossa newsletter!
We respect your privacy. Your information is safe and will never be shared.
Don't miss out. Subscribe today.
×
×
WordPress Popup Plugin