A resposta mais óbvia para essa pergunta seria Satoshi Nakamoto, inventor do blockchain e das Criptomoedas. No entanto, há anos ele não faz nenhuma aparição e, pior ainda, sua identidade verdadeira nunca foi revelada. Por isso, ao invés de uma única referência mundial, temos várias referências, cada uma com sua própria especialidade.

Por exemplo, em se tratando de discussões técnicas, é difícil não escutar o que Vitalik Butterin (@VitalikButerin) tem a dizer. Ele é um dos co-fundadores do Ethereum e até hoje um dos desenvolvedores mais ativos da rede. Ainda na parte técnica, outros desenvolvedores merecem menção honrosa: Andreas Antonopoulos (@aantonop), cientista de computação focado em Bitcoin e autor de livros como “Mastering the Bitcoin”; David Schwartz (@JoelKatz), CTO da empresa Ripple; e Nick Szabo (@nickszabo4), inventor dos smart-contracts.

Na parte de investimentos, os especialistas mais ouvidos são normalmente aqueles early-adopters que viram o grande potencial das Criptomoedas antes de todo mundo e ficaram ricos investindo diretamente em moedas digitais ou criando fundos de investimentos. Por exemplo, os gêmeos Winklevoss (@TylerWinklevoss e @winklevoss), que tiveram participação na criação do Facebook, fazem parte desse grupo e são tidos como os primeiros a ficarem bilionários com Bitcoin. No caso de gestores de investimento precursores no foco a Criptomoedas, vale sempre a pena olhar o que Roger Ver (@rogerkver) e Michael Novogratz (@novogratz) dizem sobre as tendências do mercado.

Dentre aqueles envolvidos com aplicações para as Criptomoedas, eu acompanho bastante o Changpeng Zhao (@cz_binance) e Brad Garlinghouse (@bgarlinghouse). O primeiro é CEO da exchange Binance, uma das maiores e melhores exchanges do mundo, com bastante foco na inovação e nos clientes. O segundo é o CEO da Ripple e um dos responsáveis pela expansão no uso do XRP pelo mundo, principalmente através do fomento a startups e empresas do setor de pagamentos e envio de valores internacionais, como MoneyGram.

Obviamente fui muito injusto com muita gente que mereceria aparecer nesta lista de maiores influenciadores da área, no entanto, meu objetivo foi mostrar como o universo das Criptomoedas e blockchains se diversificou nesses pouco mais de dez anos de existência. Inclusive, talvez tenha sido exatamente este o desejo de Satoshi Nakamoto ao sumir logo que o Bitcoin começou a ganhar corpo. Talvez, ao se afastar, ele quisesse justamente evitar que uma tecnologia idealizada para ser descentralizada acabasse centrada na personalidade de seu inventor, dando assim oportunidade para muita gente boa se destacar.

Obs: Este artigo é uma réplica da Newsletter da HashInvest disponibilizada por e-mail e publicada aqui com alguns dias de defasagem. Quer receber a Newsletter na íntegra? Assine inserindo o seu e-mail abaixo:

Assine a nossa newsletter
Receba o conteúdo que interessa para o investidor em Criptomoedas!
Obrigado por assinar a nossa newsletter!
We respect your privacy. Your information is safe and will never be shared.
Don't miss out. Subscribe today.
×
×
WordPress Popup Plugin