O mercado financeiro já não é muito familiar para a maioria dos brasileiros e os profissionais deste mercado não costumam facilitar a vida da população em geral. Usam termos sofisticados e nomes complexos para dar um ar cult e demonstrar conhecimento. A verdade é que os conceitos são muito simples, complexo é a operacionalização das estratégias e principalmente a escolha dos ativos para cada momento. Para investir melhor conheça as estratégias, pelo menos conceitualmente, e então procure um produto de um gestor profissional da sua confiança que seja habilitado e capaz para escolher os ativos para cada transação conforme a estratégia escolhida e adequada ao seu perfil.

As palavras long e short, oriundas do inglês, em investimentos representam comprado e vendido respectivamente. E o que isso significa?

Long (comprado) – Significa literalmente que o gestor está comprado em determinado ativo ou classe de ativos. O gestor acredita na valorização deste ativo e por este motivo o comprou. A estratégia Long Only é a que melhor representa a crença de valorização em determinado ativo. Quando identificamos que o preço está abaixo do valor ou que o ativo tem grande potencial de valorização compramos este ativo e aguardamos a sua valorização. Normalmente este investimento tem uma visão de longo prazo e por isso em inglês é chamado de Long.

Short (vendido) – Significa literalmente que o gestor está vendido em determinado ativo ou classe de ativos. O gestor acredita na desvalorização deste ativo e por este motivo o vendeu. É interessante que no mercado financeiro pode-se vender algo que não seja seu. Por exemplo, uma estratégia Short com ações pode ser feita da seguinte maneira: 1) Aluga-se a ação que acredita na desvalorização. 2) Vende-se a ação previamente alugada ao preço de hoje. 3) Compra em um momento futuro a mesma ação com um preço inferior (se tiver acertado que aquela ação iria desvalorizar). 4) Devolve a ação que havia alugado. Se tiver acertado a sua estratégia, terá como lucro a diferença de preços entre compra e venda da ação deduzido dos custos transacionais e do aluguel. Como o nome Short já diz, costumeiramente são operações de curto prazo.

Long & Short já é uma estratégia onde se combinam operações compradas e vendidas simultaneamente. Para isso são realizadas operações casadas com uma ponta Long (comprada) e outra ponta Short (vendida). O lucro do investidor será a diferença de performance entre as duas operações. Se acertar nas duas pontas o lucro será maior pois as duas operações darão lucro. Mas às vezes uma das pontas poderá consumir parte do lucro da outra ponta caso performe em sentido contrário ao apostado. No final das contas o importante é a ação da ponta long performar melhor do que a ação da ponta short. Isso funciona para mercados ascendentes e descendentes.

Para a classe de ativos das Criptomoedas, por ser ainda uma nova classe em desenvolvimento e de imenso potencial de valorização acredito na estratégia Long Only. Conheça o HASH5 da HashInvest, uma alternativa de Long Only que replica um índice com as 5 principais Criptomoedas do mercado.

Obs: Este artigo é uma réplica da Newsletter da HashInvest disponibilizada por e-mail e publicada aqui com alguns dias de defasagem. Quer receber a Newsletter na íntegra? Assine inserindo o seu e-mail abaixo:

Assine a nossa newsletter
Receba o conteúdo que interessa para o investidor em Criptomoedas!
Obrigado por assinar a nossa newsletter!
We respect your privacy. Your information is safe and will never be shared.
Don't miss out. Subscribe today.
×
×
WordPress Popup Plugin