Em uma pesquisa rápida no Google descobri que o tempo para enviar dinheiro pelo Banco do Brasil para o exterior é de dois dias. Dependendo do país e do banco de destino, esse tempo pode ser ainda maior. Resumindo, se você viajar de São Paulo para Miami e esquecer de levar dinheiro, é mais rápido voltar ao Brasil para buscar do que pedir para alguém enviar pelo banco para você. Lógico que você não vai fazer isso. Esse foi só um exemplo para demonstrar como o sistema bancário para remessas internacionais é atrasado.

Sabendo disso a empresa Ripple criou a moeda digital XRP, que do ponto de vista tecnológico é muito superior ao Bitcoin:

O tempo para confirmação de uma transação de XRP são 4 segundos, para o Bitcoin varia em média entre 30 minutos e uma hora.Com XRP podem ser processadas 1500 transações por segundo, no Bitcoin entre 3 e 6.O XRP não é minerável como o Bitcoin.

Além disso, melhorias nessa moeda já são independentes da empresa Ripple, com ambos podendo inclusive tomar caminhos opostos. No entanto, mesmo com vantagens tecnológicas e independência para o desenvolvimento, ainda existe investidor hippie frustrado que torce o nariz para o XRP dizendo que é só uma moeda de banqueiro…

Porém, agilidade não é tudo quando se trata de uso institucional para remessas internacionais. Para isso, Ripple criou diversos produtos complementares ao XRP.

Por exemplo, devido à forte regulação a que estão sujeitas as instituições bancárias, dados de empresas/pessoas envolvidas em transações internacionais precisam ser armazenados para evitar lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Para isso a Ripple criou o xCurrent, um serviço de trocas de mensagens de informações sensíveis e que pode ou não usar o XRP como forma de liquidação de pagamentos.

No caso das companhias usarem o XRP para liquidação e precisarem adquirir essa moeda, Ripple desenvolveu o software xRapid que realiza a melhor compra de moeda entre as exchanges disponíveis. No caso de querer abstrair boa parte da complexidade envolvida em uma remessa internacional, uma empresa pode ainda adotar o xVia. Ou seja, há um conjunto de produtos e serviços cuidadosamente planejados para atender uma necessidade do mundo moderno: seu dinheiro chegando (bem) mais rápido que seu avião.

Alguns desses softwares que eu comentei ainda não estão completamente terminados e também existem problemas de liquidez para o XRP em vários lugares do mundo, no Brasil inclusive. Porém com tempo e maior adesão essas dificuldades tendem a ser corrigidas. Para terminar, se alguém ainda acha que moeda digital é só bolha ou conversa de nerd, Ripple tem cada vez mais clientes e adesão de grandes players como WesternUnion, MoneyGram e o brasileiro Itaú Unibanco. Isso mostra que o produto que tem sim demanda e que moeda digital vai muito além do Bitcoin.

O XRP faz parte do HASH5 desde a criação do índice e agora você pode investir diretamente nessa e em outras moedas digitais com a HashInvest.

Obs: Este artigo é uma réplica da Newsletter da HashInvest disponibilizada por e-mail e publicada aqui com alguns dias de defasagem. Quer receber a Newsletter na íntegra? Assine inserindo o seu e-mail abaixo:

Assine a nossa newsletter
Receba o conteúdo que interessa para o investidor em Criptomoedas!
Obrigado por assinar a nossa newsletter!
We respect your privacy. Your information is safe and will never be shared.
Don't miss out. Subscribe today.
×
×
WordPress Popup Plugin